20 de junho de 2016

Olhos de Rebentação



Vinha assim não se sabia
naquela estação.

O verde a descer entre os desertos
varando mil olhos de rebentação.

O primeiro sol depois do caos
abriga
a antiga plantação de existir
fora de época.

Os séculos em cachos
machucados de lugar,

refugam
para quem não sofreu
de safras.

Só o indecifrável dos dias nos remete.

Um comentário: